A acupuntura na melhora da capacidade de aprendizagem e memória

In: Notícias sobre Acupuntura

5 abr 2011

A acupuntura pode melhorar significativamente a aprendizagem e a capacidade de memória que foi prejudicada pela hiperglicemia e isquemia cerebral, segundo um novo estudo.

O estudo que foi publicado em outubro 2008 na revista Neuroscience Letters, relatou sobre a eletroacupuntura (agulhas de acupuntura estimulados por uma corrente elétrica suave) que pode melhorar o aprendizado e a memória que era tipicamente prejudicada em ratos diabéticos com isquemia cerebral.

Os efeitos dos tratamentos de acupuntura foram medidos com um teste de esquiva passiva, um teste de esquiva ativa, o labirinto aquático de Morris e eletrofisiologia. Melhorias significativas foram observadas com todos os testes.

Os pesquisadores observaram que as investigações anteriores demonstraram que a eletroacupuntura pode melhorar os sintomas primários e secundários tais como neuropatia periférica e encefalopatia diabética em ratos diabéticos. Os pesquisadores acreditam que os resultados positivos desta investigação requerem mais estudos.

Fonte: Neuroscience Letters Volume 443, Issue 3, 10 October 2008 Páginas 193-198 – doi:10.1016/j.physletb.2003.10.071

Comente Aqui!

Sobre o Site

Este site tem o objetivo de divulgar notícias sobre a acupuntura, técnica milenar chinesa voltada para a saúde e bem estar da população e o atendimento de pacientes através do Dr. Márcio Ferreira.

  • Ana Célia: Também tenho neuropatia periférica gostaria de saber se a acumpultura da resultados já tomei var [...]
  • Luiz Antonio Pirovani: Meu filho tem problemas de deficit de atenção; e agora esta aparecendo um sintoma de esquizofrenia [...]
  • Sonia Reis: Gostaria de manter contato com Márcia Versiani , para saber quais fitoterápicos que ela usa! Por f [...]
  • Vitor Costa: Bom dia, Gostaria de saber onde fazer este tratamento de acupuntura em Portugal. Preferência zona [...]
  • Elisangela: Sueli! minha mãe também toma lyrica de 75 mg. Ela tomou a muito tempo o cabamazepina, mas quase mo [...]