COLUNA VERTEBRAL – CADA VÉRTEBRA UMA MENSAGEM

In: Notícias sobre Acupuntura

7 out 2013

NOSSA COLUNA: CADA VÉRTEBRA, UMA MENSAGEM.

A coluna vertebral, além de estruturar nosso corpo, possui simbolismos interessantes.

É ela que nos coloca de pé, no eixo terra-céu. Também é no percurso da coluna vertebral que situam-se os 7 principais ou centros de energia de nosso corpo.
Além disso, podemos fazer uma leitura de cada vértebra associada a órgãos internos e estados emocionais.

AS VÉRTEBRAS CERVICAIS
A coluna cervical, situada entre o tórax e o crânio, tem a função de estruturar e distribuir os impulsos que promovem a percepção, o reconhecimento e a realização das necessidades básicas do viver, da vontade, dos desejos e dos anseios pessoais.
As vértebras cervicais lidam com a organização e estruturação do como vamos manifestar, de como vamos viver, reconhecer e satisfazer nossos desejos. Na estrutura do pescoço e do ombro temos na parte mais alta da nuca o centro dos desejos.
As vértebras C1, C2, e C3 (as primeiras), estão relacionadas com as nossas funções vitais e traduzem nossos desejos de confessar para si. A C1, denominada Atlas, mantém relações com a glândula pituitária ou hipófise, com o cerebelo, com o sistema nervoso simpático, com o couro cabeludo, e com as orelhas média e interna. A C2 ou Áxis, relaciona-se com a região temporal e com os órgãos do sentido. A C3 é associada à fossa supraclavicular, à face lateral do pescoço, ao processo mastóide e ao osso zigomático.
As vértebras C4 a C7 são a expressão da progressão dos nossos desejos confessáveis, já conscientes. A C4 é relacionada à região subclavicular, aos lábios, à boca e ao nariz. A C5 está associada à clavícula, às cordas vocais e a faringe. A C6 relaciona-se com a paratireóide e a C7 com a tireóide e intestinos.
Para diferenciar uma vértebra da outra podemos observar que o corpo das torácicas lembra um coração e o corpo das lombares lembra um rim.

AS VÉRTEBRAS TORÁCICAS
A coluna torácica é o nosso eixo de sustentação. É composta pelas vértebras que se articulam com as costelas. As vértebras torácicas se relacionam com a estruturação de toda ação: assertiva, direcionada, amorosa, social consigo mesmo, responsável e a ação organizadora de trajetórias.
As vértebras T1 e T2, na 1ª e 2ª costelas, são as vértebras que traduzimos como ligadas à responsabilidade. Nessas duas vértebras nós estruturamos nossas habilidades de responder àquilo que desejamos. É dessas duas vértebras que nascem as fibras musculares que vão para o ombro e dão possibilidade de movimento ao membro superior. A T1 é vinculada à traquéia e ao esôfago e a T2 é relacionada aos grandes vasos e à laringe.
Nas vértebras T3, na 3ª costela, que coincide com a parte mais alta da escápula, até a T7, que coincide com o final da escápula, encontramos a área de merecimento. Os membros superiores podem realizar aquilo que merecemos e essa é a função saudável das vértebras T3 a T7. A T3 é relacionada ao sistema respiratório e à escápula. A T4 relaciona-se com a vesícula biliar, com a mama e com o mamilo; A T5 está associada à circulação sanguínea e ao plexo solar; a T6 é relacionada ao estômago e ao coração e a T7 está relacionada ao pâncreas e ao duodeno.
As vértebras T8 e T9 expressam a nossa capacidade de ser assertivo. A T8 é associada ao fígado, ao baço e ao diafragma. A T9 é relacionada à glândula supra-renal e ao fígado.
As vértebras T10 a T12 organizam as posturas em relação aos fatos e às determinações externas e dirigem a atuação nos momentos de busca de definição. A T12 está relacionada ao intestino delgado e ao sistema linfático. A T11 relaciona-se ao sistema urinário, e de forma especial, ao ureter e a T10 relaciona-se aos processos ativados pelo círculo umbilical.

AS VÉRTEBRAS LOMBARES
A coluna lombar está localizada entre o sacro e o tórax. Ela organiza as formas de viver e de atuar de maneira segura e confortável.
As vértebras lombares processam nossos comportamentos de segurança e trabalham com o desenvolvimento da nossa sexualidade.
Nas vértebras L1 a L5 (que não têm costelas), encontramos a força pessoal. A L1 relaciona-se ao intestino delgado; a L2 está vinculada ao apêndice e vibra o sentimento de alegria de viver e por viver; a L3 mantém relações com a bexiga e com os órgãos sexuais; a L4 relaciona-se com a musculatura lombar, com o nervo ciático com a próstata e com o útero; a L5 está relacionada ao sistema de prazer e faz a transição da força pessoal para a pelve.
Ela organiza essa força pessoal para que quando se esteja no íntimo, quando se esteja em si e na relação íntima com o outro, que isso seja vivido prazerosamente. A L5 é a primeira vértebra que gira no corpo físico.

AS VÉRTEBRAS COCCÍGEAS E SACRAIS

O cóccix é o segmento que termina a coluna vertebral na parte inferior. O sacro é composto por vértebras fundidas; e na sua porção mais baixa existe uma pequena estrutura semelhante a uma cauda, constituída por pequeninos ossos, que em conjunto recebem o nome de cóccix.
São nove vértebras de base: quatro vértebras coccígeas e cinco sacrais que formam um corpo de cinco vértebras fundidas. A função das vértebras coccígeas é a de lidar com as nossas forças de sobrevivência. As vértebras sacrais expressam a relação com as nossas questões mais íntimas e com o nosso “jogo de cintura”.

PORTANTO AMIGOS, TRATEM COM MUITO CARINHO DA COLUNA VERTEBRAL!

Autor desconhecido

5 Responses to COLUNA VERTEBRAL – CADA VÉRTEBRA UMA MENSAGEM

Avatar

Silvana

fevereiro 26th, 2014 at 17:05

Uau. Gosto do assunto… muito bom. Trabalho como professora de Yoga. Onde posso me aprofundar sobre o assunto?

Avatar

Rakelkiko

setembro 8th, 2014 at 23:31

marcos cunha disse: :Meu nome e9 Luis Claudio Mendes,tenho 47 anos,vou tentar rsmueir o meu caso. No dia 31.01.2004 sofri um acidente de moto,eu tive fratura exposta da fibula e peronio,fratura no joelho (ele nao articula mais),perdi cerca de 10 cm do meu femur (tenho uma pseudo-artrose),isso na perna esquerda,tive fratura dupla da clavicula esquerda,fraturei a cabeca do femur da perna direita,mas o pior para mim foi a lese3o do plexo braquial,que a partir do acidente passei a ter as dores neurope1ticas,dores essas terriveis (queimae7e3o,choques,pontadas e sensae7e3o de aperto),me internei em um hospital em Belem,o neuro-cirurgiao que me atendeu me receitou,clorpromazina,gabapentina,carbamazepina,amitriptilina,tilex e tramal,mas os resultados foram pouco satisfato rio,consegui me internar no hospital Sarah de Brasilia,le1 fazendo exames constataram que tive avulse3 o total dos nervos,ente3o decidiram fazer u ma Drezotomia no dia 02.08.2004,mas com 8 diasas dores retornaram,fiz entao 7 bloqueios do ganglio estrelado,mas sem resultado,como ja tava internado a 4 meses me deram alta e retornei para casa e continuei com as dores,me internei outra vez no dia 15.07.2005,fiz tratamento com medicamentos ja citados mas sem resultados,retornei para casa,sf3 me restava conviver com as dores,veio a depresse3o,insonia(tomo dormonid 15 mg),as vezes nao tinha mais vontade de viver,pois alem das dores,tambem nao podia andar por causa das sequelas das fraturas. Voltei a me internar no dia 25.11.2006,e no dia 06.12.2006,os neuro-cirurgif5es do Sarah decidiram fazer outra Drezotomia,dessa vez passei uns 45 dias sem dor,mas como da primeira vez ela retornaram,ficar am as pontadas(a que mais incomoda),choques e apertos,(a frequencia das dores pose-se medir em minutos) mas dessa vez fiquei com sequelas, meu lado esquerdo do corpo ficou meio adormecido,parestesia na perna esquerda,tem partes que nao sinto nada ,pelo risco desse tip o de cirurgia a equipe de neuro-cirurgif5esdescartou novas cirurgias,e agendaram para mim um novo tratamento,a estimulae7e3o eletro-magnetica cortical,mas ja fazem 3 anos e ainda nao decidiram sobre o tratamento, sofro todo esse tempo,ja fiz e fizeram o possivel para me ajudar,a equipe do Sarah e9 maravilhosa,mas as dores te3o atigindo outras partes do corpo,he1 um ano comee7ou a doer na esce1pula esquerda,ne3o sei se se3o por causa da atrofia ou se se3o dores neurope1ticas,sf3 que se3o fortedssimas.Conversando com a equipe de neuro-cirurgif5es do Sarah, eles acham que um implante de eletrodos ne3o me ajudaria,sairia muito caro e eles ne3o team certeza dos result ados. No dia 06/08/10 me internei no Sarah para outra avaliae7e3o,e ficou decidido que chegou o limite do meu tratamento,eles foram sinceros em dizer-me que ne3o sabem qual tratamento executarem para acabar com minhas dores e me deram alta em definitivo. Procurei ente3o o HC-SP,le1 fui emcaminhado para o IPQ-HC-SP,para a equipe do Centro de Estudo das Dores,chefiada pelo Prof.Dr.Manoel Jacobsen,sob o comando do Dr.Erich Fonoff,fiz um mapeamento cerebral e decidiram implantar um neuro-estimulador ou eletrf4dos,no dia 02/09/10,no lado direito do cerebro,usei externamente o gerador por 14 dias,sem nenhum resultado,ente3o dia 16/09/10,fizeram a cirurgia para retirada dos eletrf4dos.Houve nova reunie3o com a equipe do Centro da Dor,e decidiram fazer uma nova Drezotomia,eu contestei pois fiquei com sequelas do 2b0 Drez e no Sarah descartaram o 3b0 Drez,mas me garantiram que nada aconteceria,o “Papa da dor” o Dr.Manoel Jacobsen,seria o cirurgie3o a executar a cirurgia,marcaram a cirurgia para o dia 28/09/10,na sala de anestesia pedi para falar com o Dr.Manoel Jacoben,mas quem me atendeu foi o Dr.Erich Fono ff,e falei de novo sobre meu medo das sequelas no lado esquerdo do meu corpo,me tranquilizaram mais uma vez.Fui operado e quando acordei para minha surpresa/tristeza,tava com parestesia na perna direita,algo nunca comentado por nenhum medico que poderia ocorrer,e o pior,as dores estavam le1,do mesmo jeito que entrei na sala de cirurgia,disseram que a parestesia seria por pouco tempo,mas ate9 hoje este1 na mesma,as dores idem,tou com o colar cervical,bem essa e9 minha histf3ria,parestesia nas 2 pernas,dores neurope1ticas crf4nicas,dores esce1pulares,e pode-se imaginar no que se acarreta tudo isso?querido!!! vamos conversar passei A MESMA COISA com o papa manoel vamos conversar urgente? abri um processo ha anos contra o HC, posso te orientar em muita coiisa qto a dor me escreve para o MSN

Avatar

Isabel

novembro 26th, 2015 at 1:33

Gostei desse assunto. Estou precisando de um colch

Avatar

Tilda

novembro 26th, 2015 at 2:16

Olha esse site

Avatar

Ninha

dezembro 26th, 2015 at 15:47

-

Comente Aqui!

Sobre o Site

Este site tem o objetivo de divulgar notícias sobre a acupuntura, técnica milenar chinesa voltada para a saúde e bem estar da população e o atendimento de pacientes através do Dr. Márcio Ferreira.

  • Ana Célia: Também tenho neuropatia periférica gostaria de saber se a acumpultura da resultados já tomei var [...]
  • Luiz Antonio Pirovani: Meu filho tem problemas de deficit de atenção; e agora esta aparecendo um sintoma de esquizofrenia [...]
  • Sonia Reis: Gostaria de manter contato com Márcia Versiani , para saber quais fitoterápicos que ela usa! Por f [...]
  • Vitor Costa: Bom dia, Gostaria de saber onde fazer este tratamento de acupuntura em Portugal. Preferência zona [...]
  • Elisangela: Sueli! minha mãe também toma lyrica de 75 mg. Ela tomou a muito tempo o cabamazepina, mas quase mo [...]